quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Um ponto final…

O som de tiros é seco, estridente, forte… estremece a alma e parece que abala de um só momento o corpo. Conheço-o tão bem como se fosse a música que sempre me cantaram quando era pequenina. Fica gravado, a fogo, na nossa memória. Marca, a ferro, o nosso coração.

Ela corre para a janela. Lá em baixo, 8 andares abaixo, os táxis param, os autocarros também. As pessoas correm e não sabem muito bem para onde.
O som e o medo e as lágrimas.
Ela veste-se e corre…
Porquê assim???


Duas e meia da manhã… mais uma noite escura e quente. A ladeira, o paralelo cinzento, a subida íngreme, a respiração ofegante. Teimo em subir todas as noites a pé. Porque esta sempre foi a tradição, a minha tradição. Pensei muitas vezes nos sinais que o caminho me dava, se deveria voltar para trás, se este não era o dia de ir. Nunca virei costas a mais uma subida. A meio do caminho reconheço o som. O baile já está em grande e eu estou prestes a chegar…

“Boa noite tia!” O Max está sempre lá como alguém que espera por ela a noite inteira para depois dizer, “Bom dia! Como foi o baile hoje?”
Ela sorri, como todas as manhãs. Acaricia a cara dele e dá-lhe o beijo de boa noite das 7 da manhã.
“Boa noite meu amor. Dorme com os anjos…”
Nessa noite o Max chamou-a e ela não ouviu… Ele queria oferecer-lhe um presente.
Ela sabia que nunca mais o brilho do olhar seria o mesmo!


Ponho o cd no computador, gravo, tiro, escrevo. Ponho outro, gravo, tiro, escrevo. O interfone toca e o Ivan, o meu porteiro de meio ano, o nosso Ivan, fala com a mesma gentileza de sempre. Eu nem presto a devida atenção. Estou demasiado apressada e atrasada para me importar com o que me dizem. Esqueci-me de lhe dar um beijo de boa noite, mas como sempre… Boa noite Ivan! Depois a gente se fala. Ficam aí as minhas chaves!

“Oh … estão aqui uns molekes falando que são seus alunos. É prá você descer!”
“Fala que eu já vou…”
Atrapalhada sai de casa. Mochila às costas, uma micro saia, salto alto e o olhar brilhante.
Ao abrir a porta depara-se com a família que criou. “os garotos dela” como ela teima em dizer. Eles abraçam-na, sorriem, fazem mil e uma perguntas, dão beijos, fazem elogios, comentam a roupa e questionam o que vai dentro da mochila.
Hoje o caminho é diferente. Escadas, ruelas, vielas, lajes e ela chega! Com eles!
“Vão lá prá cima! Vou me arrumar!”
“Aaaaaahhhh! Vai logo… rápido…”
Eles estão ansiosos.
Ela sobe, mais radiante do que qualquer vestido a pode fazer.
Num momento entrega-lhe uma Nossa Senhora de Fátima que o irá proteger. Assim ela sabe que “os garotos dela” também estarão protegidos…
Está feliz. Muito feliz. Tudo está como ela planeou. Não precisa fazer nada porque o Key está sempre lá! O sorriso jamais foi tão grande mas o olhar… o olhar revela…

Começo a descer… Chegou ao fim mais uma noite! Mas esta é a última. Esta FOI a última e o sol já nasceu. Tudo termina um dia. A calçada continua cinzenta e piso-a com os meus pés descalços que já não aguentam os saltos…
Despeço-me, abraço-os com força.

Ela chora!
“Não se esqueçam de mim! Eu nunca me vou esquecer de vocês…”
“A gente se fala pelo msn ou pelo orkut. E daqui a pouco você já está aqui!”

Não foi um adeus, foi um até já. Preciso acreditar nisto para que nem todos os dias sejam de lembranças que repito para não esquecer pormenor algum. Fui feliz num Rio que dizem maravilhoso, numa cidade que eu fiz inesquecível.
Um dia voltarei, por isso… depois de um ponto final seguir-se-á um outro parágrafo.

(num sussurro escrito que teima em desfazer-me a alma em sorrisos)

“Eu sei que você nunca nos vai deixar sós!”

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

Carnaval é no RIO!!!


terça-feira, 29 de janeiro de 2008

a 13 dias de um fim

preâmbulo de uma noite infinita, de uma vida que termina, de uma lua que brilha no céu mais claro, de um mar sagrado, de uma calçada irregular, de uma chuva que aquece e arrepia.
maravilhosa como sempre foi conhecida, a cidade deambula ao ritmo da bateria e o corpo balança de um lado para o outro e as cores explodem numa gritaria eufórica.
e tudo de repente parece finito e infinito numa mistura de algo incompreensível...
quero ir, quero ficar.
quero solidão, quero abraços.
quero aconchegar e abraçar o nada.
e o cavaquinho ginga, o mc bota chapa quente, a voz canta doce e quente...
e eu...
aproveito até ao último segundo!

terça-feira, 1 de janeiro de 2008

Um fim e um início muito especiais...



P.S.: Em direcção a Foz do Iguaçu...

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Canção simples...

"Há qualquer coisa de leve na tua mão
qualquer coisa que aquece o coração
há qualquer coisa quente quando estás
qualquer coisa que prende e nos desfaz


E fazes muito mais que um sol
fazes muito mais que um sol

A forma dos teus braços sobre os meus
os tempo dos meus olhos sobre os teus
mexo nos teus ombros para provar
tudo aquilo que pediste para mudar


Fazes muito mais que um sol
fazes muito mais que um sol
fazes muito mais que um sol
fazes muito mais...

Tens os raios fortes a queimar
todo o gelo foi o que construi
entras no meu sangue devagar
e eu transbordava dentro de ti


Tens os raios brancos como o rio
sou eu que saio do escuro para te ver
tens os raios puros no luar
sou quem grita fogo para te ter


Fazes muito mais que o sol
fazes muito mais que o sol
fazes muito mais que o sol
fazes muito mais...


Quero ver as cores que tu vês
para saber a dança que tu és
quero ser o vento que te faz
quero ser o espaço onde estás


Deixa ser tao leve a tua mao
para ser tao simples a cançao
deixa ser das flores o respirar
para ser mais facil te encontrar


Fazes muito mais que o sol
fazes muito mais que o sol
fazes muito mais que o sol
fazes muito mais...


Vem, quebrar o mundo, vem
saber se há depois
sentir que somos dois
mas que juntos somos mais...


Quero ser razão para seres maior...
quero te oferecer o meu melhor...
quero ser razão para seres maior...
quero te oferecer o meu melhor...


E fazes muito mais que um sol
FAZES MUITO MAIS QUE O SOL...
"
E juntas já fizemos muito mais que o sol... :D
Estou contigo para onde quer que vás,sei que sabes disso!;)
Mas vê lá se te cuidas mesmo!!
Beijinhooooooo

domingo, 23 de dezembro de 2007

Aqui o Natal é diferente

Confesso que para nós está a ser difícil enfrentar a realidade! Simplesmente com tanto calor não dá para pensar em Natal! Já temos a nossa mente formatada: "verão=sol e férias", "inverno=frio e natal". Aqui é diferente: verão = sol, calor, férias, natal, passagem de ano na praia, carnaval de biquini!

Fazem-se os preparativos para um dia diferente!

* Já que não vamos ter os presentinhos da família e como só estamos quatro decidimos comprar presentes uns para os outros! A expectativa mantém-se =)

* Os postais também vão chegando. A Fabi está a ganhar, já recebeu 3!

* Quanto à própria consoada, vamos passar os quatro na casa do Chris. Um amigo brasileiro que o ano passado estudou na FEUP.

* É claro que não esquecemos os sabores! Tratei de pedir a receita da aletria e pôr mãos na massa! O resultado até foi bom mas devo dizer que fazer doces de Natal com este calor e ao som de um sambinha é deveras estranho e nada comum!

* E por fim, a nossa casa, com uma árvore muito ecológica que a Fabi fez com a maior dedicação. Só para ter aquele cheirinho...

Desejo a todos um Feliz Natal junto daqueles que mais gostam.
Que recebam muitos presentinhos, tudo o que pediram ao Papai Noel!
Eu por cá fico-me com um Natal diferente mas com uma nova experiência. Mais uma para juntas às 500 mil que já vivi por terras cariocas!

Beijinhoooooooosssss natalícios

P.S.: Desculpem o atraso na actualização, mas por aqui também se estuda e este último mês foi o caos!

AJUDA!

Este é o Cinza ou Negãozinho. Mora na favela do Pavão-Pavãozinho/Cantagalo que se situa na Zona Sul do Rio de Janeiro.
Como ele existem mais crianças, milhares, que nunca saíram do morro para visitar a sua cidade maravilhosa. Nem sequer sabiam o que era um túnel, o mesmo que passa por baixo do morro onde eles moram!
Querem ver um sorriso como este na cara deles? Então por favor ajudem a levá-los a passear! O pouco que seja já é bom, muito bom. Só peço que me ajudem a alugar um autocarro para levá-los a conhecer a cidade deles! Agora que é Natal, eles também merecem sorrir! Vamos ajudar???

NIB: 0035 0103 00016321000 17


Organização: Mariana Monteiro em parceria com o Projeto de Desporto e Lazer da Prefeitura do Rio